Slow down

01

>>>> https://www.youtube.com/watch?v=OCbuRA_D3KU

02

03

04

05



Escrito por Benett às 14h24
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Fuck!!

Vocês já pararam para pensar nos Sete Anões? Sobre como pode, por exemplo... terem nascidos em uma família SETE irmãos ANÕES? Estatisticamente é mais provável nascer uma foca em uma família de sete irmãos do que todos nascerem anões. Lembrando que a história se passa no século XV ou XVI, por aí, a densidade demográfica na época deixa as probabilidades ainda menores. A não ser que... o fato de eles terem contato diário com alguma substância tóxica, mercúrio, por exemplo, tenha influenciado na genética da família e todos nasceram com nanismo. Mas precisaria que eles tivessem contato há muitas gerações para isso ter acontecido. E outra coisa: não consta que o mercúrio possa causar isso. Como explica a confiabilíssima Wikipedia:

"Geralmente quem foi intoxicado pelo vapor do mercúrio pode apresentar sintomas como dor de estômago, diarreia, tremores, depressão, ansiedade, gosto de metal na boca, dentes moles com inflamação e sangramento na gengiva, insônia, falhas de memória e fraqueza muscular, nervosismo, mudanças de humor, agressividade, dificuldade de prestar atenção e até demência. Mas pode contaminar-se também através de ingestão. No sistema nervoso, o produto tem efeitos desastrosos, podendo dar causa a lesões leves e até à vida vegetativa ou à morte, conforme a concentração."

Talvez o Zangado seja assim por causa do mercúrio, o Dunga não fale por causa da demência causada pelo mercúrio e o Soneca sofra de narcolepsia também por culpa do contato com o produto tóxico. Agora, o nanismo é uma excepcionalidade no universo de bilhões de pessoas que já passaram por esse planeta, como aquela família que tem pelos no rosto, no México, e aquela das pessoas que nunca dormiam, na Itália.

A minha teoria favorita é de que eles não são realmente anões. O biotipo deles não indica isso, o que leva os estudiosos a crer que os Sete Anões são, na verdade, Hobbits, uma vez que, nas versões mais antigas do conto, a Rainha Má enfeitiça Branca de Neve com a ajuda de um anel, e não uma maçã.

Porém... quem disse que eles são irmãos? Como assim, não são? O que são então? Vítimas de preconceito, anões se juntam para morar longe da cidade, onde sofriam bullying e corriam o risco de serem usados como atração bizarra pelos circos de horrores que abundavam na época. Pode ser... mas o que explica eles terem uma mina de ouro? Pode ser que o proprietário da mina só contratasse anões para poderem entrar nas fendas e crateras perfuradas no solo. Aí me parece mais plausível. No entanto, existe uma outra hipótese que é a de que eles foram transformados em anões pela Rainha Má e trabalham como escravos para o reino - uma espécie de "prisão de trabalhos forçados". Porque, se eles são donos de uma mina de ouro... como explicar o fato de eles morarem numa espelunca como aquela? E não terem nem ao menos alguém para limpar a casa.

Os Sete Anões são machistas e pervertidos. Machistas porque esconderam Branca de Neve da Rainha Má com a condição de que ela limpasse a casa todos os dias... DE GRAÇA! E pervertidos porque... eles não iam enterrá-la (achavam que ela estava morta), pois decidiram colocá-la num caixão de vidro para "ficarem admirando sua beleza". Hmmmm... me veio às narinas um cheiro podre de necrofilia. Enfim, essa história tá muito mal explicada, assim como a de Joãozinho e Maria e a Bruxa da Floresta, que produzia doces de forma esquizofrênica e ainda por cima era canibal. Além da péssima fama que as madrastas ficaram depois dessa história (na verdade ela e a bruxa são a mesma pessoa, não?). Mas isso fica para outro post.

 

Benett


>>>Vi a exposição do Millôr, no Rio. Que coisa magnífica. Como alguém pode ser genial por tanto tempo? Os autores têm sempre picos de excelência, ou, como dizemos, fases. A do Millôr durou praticamente a vida toda. Desde o princípio, onde se chamava Vão Gôgo, lá pelos 20 anos, até o começo do século. Impressiona a proliferação de cartuns, frases e desenhos primorosos, a combinação do traço de Steinberg com a ironia de Oscar Wilde. Voltei de lá me sentindo muito, muito irrelevante.

01

02

03

04




Escrito por Benett às 02h10
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


<<<>>>>

Seria bom se, na próxima encarnação, a gente pudesse ser alguém do passado >>> https://www.youtube.com/watch?v=Wb0Jmy-JYbA&list=RD8o74j7t1tKs&index=3

01


Gosto desse clipe e dessas aves. Queria uma animação do Amok desse jeito >> https://www.youtube.com/watch?v=sFrNsSnk8GM

02


>>> https://www.youtube.com/watch?v=IBH97ma9YiI

03

04

>>> https://www.youtube.com/watch?v=y80ubfmui6U

03

05



Escrito por Benett às 17h45
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Amoks

01

>>> https://www.youtube.com/watch?v=n5k-kDmtLGk

03

04

That's me in the corner

Benett, cartunista, ilustrador, chargista, desenhista de tiras em quadrinhos e jogador de WordBrain. Estou no nível 17 de "Chefe" e, no momento, é a coisa mais divertida da minha vida, além de dirigir a noite, com chuva e ouvindo músicas pusilânimes. Leitura predileta: Disney Especial Os Jornalistas - muito mlehor do que tudo o que li durante o curso de jornalismo, e isso inclui McLuhan, Chomsky, Norman Mailer, Dimenstein e Chauí. Além de todas as fotos em preto e branco do Sebastião Salgado (ahn, não me consta que ele tenha feito alguma foto colorida algum dia, certo?). Ah, e temos que incluir Walter Benjamin e Heidegger, mesmo eu nunca tendo lido Heidegger no curso de jornalismo. Objetivo de vida: nunca ouvir novamente Skate Date de Roger McGuinn.



Escrito por Benett às 20h59
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Intoxicados

>>> https://www.youtube.com/watch?v=zT3its8t-U4

01

02 - eu amo esse filme!

03

"La muerte cotas voy pagando" >>> https://www.youtube.com/watch?v=CLEFfGBFVjc

04

Más Intoxicados >>> https://www.youtube.com/watch?v=-zMyRcqUOUc

05

06

07



Escrito por Benett às 12h42
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Elevate me later

>>>>>>>>> https://www.youtube.com/watch?v=BpoMzsDL7z4

01

02

03

>>> https://www.youtube.com/watch?v=cfudXO_vzWk



Escrito por Benett às 20h32
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


01

Vou viajar, ficar quase uma semana longe da prancheta e estou começando a ficar desesperado por isso... vou para uma das cidades mais quentes do País e, veja só, só tenho camisetas pretas e nenhum tipo de chinelo. A vida pode ser dura, às vezes. Sabe, as tiras do Amok para o novo livro estão me deixando orgulhoso, pela primeira vez. Acho que começo a gostar do personagem. Dos temas, do humor, da visão de mundo. Ele parece ganhar mais vida do que no livro anterior. Bem, e eu estou chato, falando só sobre isso. Adiós, volto em breve.

... in vain > >> https://www.youtube.com/watch?v=kAGnxH1dygU

02

02 - Uma tira do Amok que estará no novo livro


>>> https://www.youtube.com/watch?v=TD8adHAyEHY

1



Escrito por Benett às 11h53
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Burchfield

A melhor pior versão de todos os tempos >>> https://www.youtube.com/watch?v=UdS9HL9rUZo

Abaixo uma possível inspiração para a capa do novo livro.

https://www.youtube.com/watch?v=QUSVonB3gwg

02

03

04




Escrito por Benett às 10h57
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


This is the strangest life I've ever known

>>> https://www.youtube.com/watch?v=o6bL6AshupY

Faltam menos de trinta minutos para começar minhas férias e já me sinto um tanto angustiado por ter que deixar meu mundo de desenhos de lado para fazer outras coisas como nada e se divertir, por exemplo. A felicidade pode ser sufocante, as vezes, se ela não é necessariamente a sua felicidade. Que estúpido que sou, projetando a anedonia pelos próximos trinta e um dias porque sei que, no primeiro dia da volta ao trabalho, estarei me sentindo infeliz por ter que voltar a trabalhar, rs.

Enfim, essa imagem abaixo é uma das pinturas mais intrigantes que já vi. Chama-se Invadindo o Reino de Cupido, é de William-Adolphe Bouguereau e foi concluída em 1893. Olho para ela e fico pensando... que saco viver desse jeito, cheio de bebês com asas voando ao seu redor. Será que a vida dessa garota -que morreu e está no Paraíso, presumo- é assim o tempo todo? São sete anjinhos (crianças mortas!) em volta dela cheirando suas axilas, beijando seus pés e apontando flechas para suas costas. Ela está numa posição, com os braços levantados e olhando para o alto -para Deus, suponho, apesar de não ter nenhuma luz imanando a cena- que bem poderia significar "saiam daqui, me deixem respirar, suas pestes!". Será que a vida é assim o tempo todo? Fiquei imaginando um desenho animado mostrando o dia-a-dia dessa garota. Ao fundo tem mais alguém soterrado por anjinhos. Os anjos são os pombos do Paraíso. Outro detalhe é um pênis em um dos anjos, o que joga por terra a ideia de que anjos "não têm sexo".

Bouguereau é um cara incrível, mas essa Invadindo o Reino de Cupido me faz querer ficar longe desses monstrinhos com asas.

01

Aqui um anjo decente de Bouguereau - o anjo da morte.

AMOK

Desenhar o Amok me fez resgatar Charles Addams. Que cara sensacional. Acho que, ao lado de Edward Gorey, são as influências mais fortes no visual do personagem. Não tem como não amar esse cara.

Devo entregar os arquivos com as tiras do Amok na próxima semana, EM MÃOS, para os editores da Mórula. Lindo, não?



Escrito por Benett às 13h45
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Prrrrllll

Bem, não há tiras novas por enquanto. Na verdade há, sim, centenas de tiras novas. Mas todas do Amok, uma vez que acionei o "mode" Amok por causa do livro que, se eu quiser que seja publicado ainda esse ano, devo entrar na bolha e ficar ali produzindo e produzindo e produzindo. O bom disso é que enquanto desenho esqueço da vida e dos atropelos. Só que meu trabalho é pessoal demais e então esqueço da vida e lembro dos traumas. É deles que vêm boa parte das novas tiras do Amok. Um dos traumas que mais me marcaram foi quando meus pais resolveram se mudar para uma casa nova, mas não me convidaram para ir junto. Parece uma grande piada, porém é verdade. Hoje soa engraçado porque a imagem que vêm à cabeça é daquelas famílias que se mudam e deixam o cachorro para trás. No nosso caso eles deixaram uma criança para trás: EU. Claro, a história não é exatamente assim, mas a sensação é essa, de olhar o caminhão de mudança indo embora. Eles têm sorte de eu não ter virado um monstrinho com moletom e capuz. Voltando à vaca fria (nunca usei essa expressão, estou emocionado), são 150 tiras que eu preciso terminar e, o pior, escanear. Haja paciência. Mas agora Inês é morta (essa também nunca tinha usado) e não tenho outra opção senão correr até a prancheta e rabiscar mais alguns traumas em formato de tiras em quadrinhos. Benett

>>> https://www.youtube.com/watch?v=zP8V0k4wRrk

01

POMBOS

Circunspecto - ou cara de circuncidado, mesmo.



Escrito por Benett às 17h20
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Sinking faster than a boat without a hull

*

88

[[

00

Sonnet >>> https://www.youtube.com/watch?v=JsyIcSmfM4w

01

Minhas botas estão piores do que essas. Estou quase virando um mujique.



Escrito por Benett às 00h00
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Notas de inverno sobre impressoes de verao

If the river was a whisky >>> https://www.youtube.com/watch?v=rL4J-XIAKvw

01

02

03

04

05

06

:>)



Escrito por Benett às 13h35
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Hello Sunshine

SFA > https://www.youtube.com/watch?v=njaYAccqpqk

Noite do mundo

O ser humano é esta noite, este nada vazio, que contém tudo em sua simplicidade - uma riqueza infindável de muitas representações, imagens, das quais nenhuma lhe pertence, ou não estão presentes. Esta noite, o interior da natureza, que existe aqui - o puro si- em representações fantasmagóricas, é noite em toda parte, na qual nasce aqui uma cabeça ensanguentada - e ali outra aparição branca e terrível, de repente aqui diante dela, e depois desaparece simplesmente. Avistamos esta noite quando olhamos seres humanos nos olhos - uma noite que se torna terrível.

Hegel

01

02

02

03

 



Escrito por Benett às 17h42
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


∂∂∂∂∂∂∂∂∂∂∂

01

02

03

04

05

06

07

08



Escrito por Benett às 10h17
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


^^^>>>

 

Dessas coisas que te fazem chorar um dia inteiro >>> http://www.aescotilha.com.br/cronicas/henrique-fendrich/numa-manha-de-escuridao/

01

02

03

04



Escrito por Benett às 12h37
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 
Meu perfil
BRASIL, Homem



HISTÓRICO
ARQUIVO
Charges do Benett
(03/2008 a 11/2010)




Votação
Dê uma nota para meu blog

Outros sites
 Meu TWITTER
 Meu Instragram
 Amok Comics
 Cartunista Benett
 Salmonelas
 Charges da Folha
 Meu Flickr
 Facebook Benett - Fanpage
 Site do Amok